sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Benjamin Clementine

   Um dia, li um comentário acerca deste músico que há pouco tinha dado um concerto em Lisboa. Esse comentário despertou-me a curiosidade, já não sei bem porquê. Houve ali uma campainha que me levou a procurá-lo. -Benjamin Clementine. - Fui ouvi-lo. Fiquei presa logo nas primeiras notas, nos primeiros acordes,  É diferente. Toca e canta como quem fala, mas melhor, muito melhor. A voz. A intensidade. A figura. Um enigma que paira. A combinação de sons. De sons graves. O contraste entre a força da voz, a tonalidade dos sons e a sua sensibilidade.. Irresistível! Difícil é escolher uma faixa. Oucam-no. Depois, se quiserem ou puderem, investiguem um pouco sobre a sua ainda curta mas intensa vida. E fiquem ainda mais abismados.




 E ainda:

Cornestone 

Nemesis 

Then I Heard a Bachelor's Cry

Mas há mais. Muito mais.

2 comentários:

  1. Estive a ouvir encantada. Não conhecia e fiquei a gostar muito, muito.
    Excelente partilha!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado. :)

      Obrigada, Miss Smile.

      Um beijinho também para si.




      Eliminar