sábado, 19 de março de 2016

ausência

...
na luz ainda acesa
nas janelas abertas para a escuridão da noite
nos objetos espalhados pela casa
nos restos de maçã em cima da mesa
no telemóvel que ainda tocava
percebia-se que a vida passara por ali
mas
um silêncio imenso 
e uma quietude absoluta
anunciavam uma ausência sem fim 
...

2 comentários:

  1. E, por vezes, é nessa ausência sem fim, que se sente a mais fiel presença.


    Um beijinho, querida Princesa

    ResponderEliminar